Uêba - Os Melhores Links

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Inquilinismo

   O inquilinismo é um tipo de relação ecológica interespecífica entre dois organismo, apenas um sai beneficiado, mas o outro não sofre dano algum. Diferencia do Comensalismo propriamente dito, porque neste um organismo se relaciona com outro para obter alimento, já no inquilinismo o objetivo principal é a proteção e/ou moradia.  A designação usada para relações desse tipo entre plantas é epifitismo. Por exemplo: bromélias que vivem sobre árvores (o objetivo central das bromélias é captar os raios solares).
Fonte:http://escola.britannica.com.br/assembly/134026/O-caranguejo-ermitao-tambem-conhecido-como-bernardo-eremita-e-um


     Em animais também ocorre o inquilismo o exemplo mais conhecido é a relação entre o pepino-do-mar e o peixe agulha ou fieraster, o fieraster esconde-se na cavidade abdominal do pepino-do-mar que por sua vez perdeu parte das vísceras para despistar  um predador que se aproximava. O fieraster se esconde dentro do pepino para poder ficar protegido de predadores, o peixe não causa  nenhum dano ao Echinodermata (o pepino-do-mar) e o Echinodermata serve de abrigo temporário para o peixe. 
     A foto acima, o caranguejo-ermitão ou bernardo-eremita também é um caso de inquilinismo, no qual o caranguejo "vivo" se apossa da concha de um molusco gastrópode que morreu.  Esse exemplo corrobora aquilo que eu havia descrito no início do texto, quando diferenciei Inquilinismo de Comensalismo, como o nome diz inquilinismo vem de inquilino que remete a moradia, abrigo; e não a alimento, esse pequeno crustáceo, apesar de possuir um exoesqueleto se abriga na concha do gastrópode, estrutura mais rígida e eficaz contra a ação de predadores.



Comensalismo

PlanetaBrasileiro